Ita Poeta

Versos Livres

Textos


A LUZ


Como um pedaço qualquer de luz
Vai iluminar meu mundo
Este que esta tão obscuro
Como um breu infernal,
Banal
E que essa pequena lucarna
Poderá amanhecer meu mundo
Trazendo um novo sentido
Revelando um sol
Até então desvalido
Eu trafego
Entre moribundos e zumbis
E carrego
Uma vaidade estranha
De não pertencer ali
Mas quem pertence ?

Mas a pequena luminosa
Insiste em lanternar meu mundo
Como a fazer estrelas cintilantes
Com minhas lágrimas febris
Acorrentadas as gentis,
A minha ausência de pureza
Mas com minha força motriz.
Estou aqui por um triz.
 
Ita poeta
Enviado por Ita poeta em 29/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras