Ita Poeta

Versos Livres

Textos


DE REPENTE

De repente, calou o grito,
De repente, o sol se foi,
De repente, cessou o brilho,
De repente, o mar secou,
E, não mais que de repente,
Ninguém notou,
Seguiu.

 
Ita poeta
Enviado por Ita poeta em 10/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras